Séries que eu assisti recentemente

Olha, esse ano eu to uma pessoa muito mais de séries do que de filmes e livros. Acho que é porque o ano ta corrido e quando eu quero me divertir, eu vou direto no último episódio visto ou na lista de séries para ver. Isso é mil vezes mais eficiente que escolher um filme ou pegar um livro e achar uma posição confortável. Segue a lista de séries assistidas nos últimos cinco meses:

13 Reasons Why: eu já tinha lido o livro e vi a série na semana seguinte ao lançamento. Se você estava em Marte, a série é sobre Hannah Baker, ou melhor, sobre o que acontece depois que ela se suicida. Olha, chorei e não foi pouco. Como adaptação, achei mais envolvente que o livro e bem mais irresponsável. Eu fiquei arrasada depois dessa série. Fica o aviso: é extremamente pesada e tem cenas de estupro.

Resultado de imagem para girlboss gifs

Girlboss: foi a série que eu vi pra me recuperar do baque causado por 13 reasons why. A série é uma adaptação bem livre (como ela mesma se define) do livro da Sophia Amoruso, em que ela conta como ela criou sua própria marca de roupas e fez muito sucesso com isso. É uma narrativa engraçada, divertida e com um figurino de arrasar e várias referências aos anos 2000. A Sophia é bem real, cheia de erros e bem antiética. Gostei bastante da protagonista, ao contrário de muita gente, e da série. Mesmo assim, não me interessei nem um pouco em ler o livro.

Resultado de imagem para reign gifs

Reign: alguém me indicou essa série e eu comecei a assistir assim que terminei Girlboss. É uma série histórica, sobre a chegada de Mary, Rainha da Escócia, na corte francesa e todas as tretas que isso causa. Ela está prometida em casamento ao Francis, futuro rei da França, mas ele tem um irmão bastardo lindão, o Bash, e a mãe dele, Rainha Catherine, não gosta muito dela. Muita intriga política e uns negócios meio sobrenaturais. Eu achei a série meio arrastada, confesso, e virou minha série de quando eu não tenho mais o que assistir.

Resultado de imagem para sense8 gifs

Sense8COMO ASSIM CANCELARAM A SÉRIE DA MINHA VIDA? Não tenho estruturas para lidar com o cancelamento de Sense8 ainda, minha gente. Se você ainda não assistiu, ASSISTA a série é sobre oito pessoas diferentes que moram em lugares muito diferentes nesse mundo e que têm uma conexão mental. Tem romance, ação, drama, ficção científica e umas leves doses de pornô em uma série só. Além disso, os protagonistas não seguem nenhum padrão, tem negro, asiática, transexual, gay e tudo isso é tratado de um jeito muito tocante. Se você não se convenceu com isso, é uma criação das irmãs Wachowski, que também criaram Matrix, e é uma surra de imagem linda.

Resultado de imagem para orphan black gifs

Orphan Black: meu vício mais novo é essa série incrível que foi finalizada mês passado. O gif acima tem um spoiler sobre o que a série se trata. A tal da moça Sarah Manning presencia uma moça idêntica a ela se suicidando e aproveita que tá ali sem fazer nada pra roubar a identidade da moça. Pena que ao fazer isso, todos os problemas da moça vem junto e ela acaba entrando numa coisa louca que vai esclarecer quem ele é. Não é só uma série de drama qualquer, tem várias pitadas de ficção científica. Eu estou simplesmente apaixonada e a Tatiana Maslany merece muito Emmy de Melhor Atriz em Série Dramática.

Fora essas séries, eu estou assistindo Gilmore Girls e How to Get Away with Murder de novo. Todas as séries mencionadas estão na famigerada rede de streaming que vai dominar o mundo Netflix, então se você se interessou por alguma, não tem desculpa pra não assistir. Aceito indicações e quero muito trocar figurinha com vocês aqui nos comentários. Beijinhos e até o próximo post :*

Anúncios

Série: Between

mv5bndm4zdfkmwutnze1ns00mdgzlwjkodktmjrinmi2nwizmthjxkeyxkfqcgdeqxvynji1oteznzi-_v1_

Provavelmente estou um atrasada pra falar de uma série de 2015, mas vamos lá. Quando eu vi a série na Netflix, confesso que só acrescentei na minha lista porque fiquei curiosa em ver a Sam do iCarly, também conhecida por Jennette McCurdy, fazendo algo “mais adulto”. Pra deixar bem claro, o seriado é uma coprodução entre o canal canadense City TV e a Netflix.

A história se passa em uma cidadezinha chamada Pretty Lake, onde uma misteriosa doença mata qualquer pessoa acima dos 22 anos. Por causa disso, a cidade é colocada em quarentena pelo governo e, além de ter que lidar com quase toda a população morta e um vírus louco, os jovens têm que se organizar pra sobreviver. Fora do mistério principal, várias tramas são desenvolvidos, como o da Wiley (personagem da Jennette) que está grávida de um homem secreto.

A premissa é boa, mas se desenrola com problemas. O maior deles é definitivamente as atuações. Os personagens são sem graça, estereotipados e são pessoas que já erraram, estão em um barco afundando e os atores tiram a sua vontade de salvar alguém. Aquele meme velho da Kristen Stewart é completamente apropriado aqui.

A série conta com duas temporadas de seis episódios, somando 12 no total, sendo perfeitamente apropriada pra um final de semana (eu mesma vi em 3 dias). Infelizmente, não foi renovada pra terceira temporada, já que não foi um sucesso de crítica, com 22% no Rotten Tomatoes, e nem um sucesso de audiência, embora tenha conseguido uma boa classificação do público.

Between é um drama com uma pitada de teoria da conspiração que foi feito pra quem não tem grandes exigências. Se você tem um tempo sobrando e gosta de pensar sobre como seres humanos agem em situações catastróficas, já pode ir na Netflix e dar play. Contudo, se você não se encaixa nessa categoria, pode passar e ir para outra produção mais memorável do serviço de streaming.